domingo, maio 31, 2020

Vigilância Epidemiológica

A Vigilância Epidemiológica de Correntina atua na coordenação, no âmbito municipal, e execução de ações específicas de programas definidos pelo Ministério da Saúde, dentre os quais: Doenças e Agravos Não Transmissíveis (Dants), Programa Nacional de Imunizações (PNI), Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan), Sistema Nacional de Nascidos Vivos (Sinasc), Programa de Monitoramento da Doença Diarreica (SIVEP-DDA), Programa de Monitoramento da Influenza (SIVEP-GRIPE) e Programa de Doença Transmitida por Alimento (DTA).

ATRIBUIÇÕES

– Recomendar e adotar medidas de prevenção e controle de doenças e agravos,
– Fornecer orientações técnicas permanentes às autoridades que têm a responsabilidade de decidir sobre a execução de ações de controle de doenças e agravos;
– Planejar, organizar e operacionalizar os serviços de saúde, conhecendo o comportamento epidemiológico da doença ou agravo como alvo das ações;
– Coletar e processar dados, realizar notificação compulsória de doenças, conforme resolução 09.05.2002, da Secretaria de Estado da Saúde;
– Analisar e interpretar os dados processados;
– Recomendar as medidas de controle indicadas;
– Promover as ações de controle indicadas;
– Avaliar a eficácia e efetividade das medidas adotadas;
– Divulgar informações pertinentes;
– Manter dados dos programas do Ministério da Saúde: API (Imunização), Sinan (Doenças de Notificação compulsória), Sim (Sistema de Informação de Mortalidade), Sinasc (Sistema de Informação Nascidos Vivos) e TB (Tuberculose).
– Planejar, organizar e operacionalizar campanhas de imunização

CALENDÁRIO DE VACINAÇÃO

COMO ACIONAR OS SERVIÇOS DA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA?

Coordenação: Coordenadora da Vigilância Epidemiológica
Coordenadora: Mariane Marisco
Endereço: Rua 2 de Junho s/nº – Correntina – BA
Atendimento ao público: das 8h às 12h e das 14h às 17h