Prefeito acerta instalação de canteiro de obras da Ferrovia em Correntina

A reunião foi realizada em meio das obras de pavimentação das 40 ruas, que a Prefeitura está realizando em nove loteamentos da cidade

Representantes do 4º Batalhão de Engenharia de Construção (4º BEC), de Barreiras, se reuniram com o prefeito Maguila para tratar da instalação do enorme canteiro de obras da Ferrovia de Integração Oeste Leste (FIOL), em princípio, provisório, que será montado nas imediações do Ginásio do Setor Dourado. Isso se dará a partir do dia 10 de julho, quando começará a chegar toda a estrutura que será implantada. Um canteiro definitivo será construído, posteriormente, próximo ao Laticínio, na saída para Brasília.

No encontro, foi solicitado ao prefeito apoio estrutural para que tudo transcorra da melhor forma. Maguila prontamente garantiu tudo que foi solicitado, e ressaltou que “onde tem obra, tem geração de empregos. E vocês irão empregar trabalhadores, motoristas, operadores de máquinas e técnicos de Correntina pelos próximos dois anos e meio”, afirmou o prefeito.

O Coronel Bastos, na ocasião, elogiou a equipe de funcionários do prefeito Maguila, por meio dos contatos feitos anteriormente. Principalmente com a secretaria de Agricultura, tendo em vista o empenho da equipe no trabalho do chamamento público para agricultura familiar, que ocorrerá nos próximos dias.

Maguila contou ao Coronel que os produtos da Agricultura Familiar já atendem a demanda de empresas da região, e destacou que o canteiro da Ferrovia contará com produtos de primeira qualidade e ajudará a ampliar a comercialização de produtos. “Sai daqui, toda semana, um caminhão cheio de produtos para as sedes de grandes fazendas do Rosário. Esta comercialização gera renda para muitas famílias correntinenses e isso me deixa extremamente satisfeito”, frisou.

O lote 06 da Ferrovia que terá inicio em agosto é representa uma fonte de geração de emprego e renda para o município, além de marcar mais desenvolvimento para a região. Quando estiver concluída, a Fiol trará entre, outros benefícios, a redução dos custos de transporte de grãos, álcool e minérios destinados aos mercados interno e externo. A ferrovia vai se tornar um importante caminho de escoamento de grãos da região Oeste.

Texto e fotos: Taquira Guerra