Conheça os conselheiros tutelares eleitos de Correntina

Os novos conselheiros serão empossados no dia 10 de janeiro de 2020 para o mandato até 9 de janeiro de 2024

No dia 6 de outubro, novos representantes do Conselho Tutelar de Correntina foram eleitos para o mandato 2020 a 2024. Os cinco titulares eleitos foram Cleumilson Moreira de Castro (Pico) com 665 votos, Dulcimar Gusmão de Souza (Mazinho) com 635, Batista Macedo de Souza com 534, Caio Cesar Rocha de Souza com 490 e Elisabete Ana da Silva Santos (Betinha) com 453 votos.

Os suplentes são Valdeir Araújo de Souza com 356 votos, Gilcimar Ferreira dos Santos (Gil da Thitan) com 351, José Marcos Souza Montalvão (Quinho) com 345, Edmilson Souza Ramos com 345 e Denis Souza Reis com 265 votos. Os eleitos ficarão no conselho por 4 anos, o mandato começa no dia 10 de janeiro de 2020 e termina em 9 de janeiro de 2024. Os conselheiros têm que se dedicar exclusivamente ao cargo, pois a legislação proíbe a coexistência de qualquer outra atividade pública ou privada.

Para o presidente da Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), André Inácio, a eleição deste ano foi a que teve mais participação popular. “A escolha do conselho tutelar é muito importante para nossa sociedade, principalmente para as crianças e adolescentes, porque elas terão seus direitos assegurados, na educação, na saúde, segurança pública e no lazer” ainda acrescentou, “os escolhidos precisam assumir com responsabilidade esse papel de cuidar e zelar dos direitos da criança e adolescentes”, destacou.

O Conselho Tutelar é encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, sendo composto por cinco membros, que atuam diretamente no atendimento de ocorrência envolvendo qualquer tipo de violação aos diretos da criança e do adolescente.

Cleumilson Moreira de Castro (Pico), 41, é formado em Serviço Social, e foi reeleito para o cargo. A iniciativa de trabalhar como conselheiro veio depois de estagiar no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), “durante meu estágio fiquei como observador no setor de violação do direito das crianças, adolescente e idosos, isso me motivou a entrar no conselho para pode ajudar as crianças e adolescentes e seus pais”, afirmou.

Dulcimar Gusmão de Souza (Mazinho), 41, vai para seu terceiro mandato, “entrei para o conselho para garantir e zelar pelos direitos das nossas crianças e adolescentes”. Ele teve como inspiração, um primo que trabalhou como conselheiro em dois mandatos, vendo sua dedicação às crianças, despertou a vontade de fazer parte do Conselho Tutelar de Correntina.

Batista Macedo de Souza, 43, está cursando o segundo semestre de pedagogia, vai para seu quarto mandato. O conselheiro começou a trabalhar em prol das crianças porque se incomodava em ver meninos e meninas em situação de rua, “queria fazer alguma coisa por aquelas crianças, e a forma que eu encontrei foi entrar para o conselho tutelar, para garantir direitos delas”. Batista trabalhou durante 11 anos na Rádio Planalto, 5 anos em uma lanchonete, e em 2020 exercerá exclusivamente o cargo de conselheiro.

Caio César Rocha de Souza, 23, tem o segundo grau completo, já trabalhou para o Programa Saúde da Família no Povoado de Aparecida do Oeste por dois anos. O mais jovem conselheiro quer trabalhar de forma mais participativa em escolas tanto com os pais quanto com os alunos “Quero orientar a sociedade em geral, sobre os cuidados e a proteção das crianças e dos adolescentes”, destacou.

Elisabete Ana da Silva Santos (Betinha), 44, formada em pedagogia e pós-graduada em psicopedagogia, trabalha atualmente como monitora da creche Caminho da Escola. Mas sempre gostou de está envolvida com crianças, já foi catequista por 3 anos, foi nesse período que seu interesse no bem está dos pequenos aumentou. “Pretendo fazer um bom trabalho em prol das crianças e adolescentes em nosso município”, frisou a nova conselheira.

Texto e fotos: Ascom da Prefeitura de Correntina – BA
E-mail: ascom@correntina.ba.gov.br