“Feirinha” movimenta a economia da cidade

A feira da Agricultura Familiar é a realizada na Praça da Bandeira, em frente ao mercado velho, desde 12 de julho de 2017. Desde então todas as quartas a “feirinha” trás uma movimentação diferente para a cidade, famílias passam nas bancas para fazer compras de semana pra casa, amigos se reúnem para jogar conversa fora e comer, a feira se tornou um dos destaques da cidade.

No cair da tarde os feirantes começam a organizar suas barraquinhas, e nelas sempre tem verduras, folhagens, farinha, biscoitos, petas, tem um pouco de tudo. A “feirinha” tem o nome de Feira da Agricultura Familiar, porque os produtos vendidos nela vem de pequenos agricultores rurais, sua colheita subsidia alimentos tanto para consumo próprio quanto para a população local.

A feirante Marilene Souza de Oliveira, 38, que toda quarta-feira colocar para vendagem pimentão, pimenta, alface, couve, ovos, conta que a feirinha melhorou sua renda. “Trabalhar aqui as quartas mudou muita coisa pra mim, porque lá em cima [Feira do mercado novo] eu quase não vendia e aqui eu vendo mais. E agora toda semana eu tenho um dinheirinho no bolso que antes eu não tinha, essa feira está sendo muito boa pra mim”.

Francisco Pires, morador da fazendo Pato, região de São Manoel, que antes só vendia sua produção no sábado, agora tem um rendimento melhor na quarta-feira. “Na feirinha eu vendo muito mais, porque antes eu produzia as coisas e não vendia tudo e agora toda a minha produção tem saída” e ainda complementou dizendo, “eu mesmo planto e colho tudo que tá aqui na minha banca da minha roça”.

O Secretário da Agricultura e Desenvolvendo Rural, João Barbosa de Oliveira, conta que o objetivo da feira é trazer mais renda para os agricultores rurais do município. “A gente nem imaginava que o nosso modelo de feirinha pudesse chegar a outros lugares, hoje mesmo estamos com uma delegação de Tabocas do Brejo Velho e Brejolândia conhecendo a feira, praticamente toda quarte tem gente de fora observando como funciona a feirinha para aplicar o sistema em sua cidade”.

A feirinha funciona das 17h às 22h, além dos produtos vendidos nas banquinhas pelos próprios agricultores rurais os correntinenses também podem desfrutar de pequenas atrações musicais, participar de bingos, parar para comer nas lanchonetes que ficam em volta da ferinha.

Mas o que mais leva a população até a feira da Agricultura Familiar são os produtos produzidos na região, os fregueses confiam na procedência dos alimentos comercializados. “Eu costumo vir sempre na feirinha, gosto muito porque é uma oportunidade da gente comprar alimentos de boa qualidade”, explicou Fabrícia Sodré Neves sobre sua preferencia em comprar na feira de quarta.

Texto e fotos: Ascom da Prefeitura de Correntina – BA
E-mail: ascom@correntina.ba.gov.br