IV Conferência Municipal de Cultura: participação cidadã na construção cultural

Correntina (BA) – A cidade de Correntina testemunhou um marco importante em sua vida cultural com a realização da IV Conferência Municipal de Cultura, realizada no 14 de setembro, na Casa da Cultura. Sob a liderança do poder executivo municipal, a cidade se mobilizou para dar voz à sua rica herança cultural e traçar um caminho para o futuro.

O evento foi oficialmente convocado através do DECRETO N° 228, datado de 31 de agosto de 2023, que deu início a essa jornada de reflexão e ação. A colaboração entre a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e a Comissão Organizadora, estabelecida pela PORTARIA Nº 248/2023 DE 13 DE SETEMBRO DE 2023, foi fundamental para a concretização desse encontro significativo.

A IV Conferência Municipal de Cultura, guiada pelo regulamento aprovado pela PORTARIA N° 243 em 04 de setembro de 2023, reuniu 76 participantes, incluindo conselheiros de cultura eleitos e autoridades do governo municipal. O encontro ocorreu no dia 14 de setembro de 2023, na Casa de Cultura de Correntina, com início às 8h e encerramento por volta das 13h.

A participação cidadã foi destaque nesta conferência, com 54 representantes do poder público e 22 da sociedade civil presentes, como registrado na lista de presença.

Deliberações da Conferência

As deliberações desta conferência são de suma importância, abrangendo propostas essenciais que moldarão o futuro cultural de Correntina.

Delegados eleitos

Representando o poder público, André Inácio Neves de Moura e Regina de Castro Neves Dias Barbosa foram eleitos como titulares e suplente, respectivamente. Já pela sociedade civil, Luzinete de Souza Neiva e Luis Paulo Ferreira do Nascimento assumirão como titulares, enquanto Diana de Araújo Costa e Josefa Amelia Pereira Brandão ficam como suplentes.

Propostas prioritárias dos grupos de trabalho

Os grupos de trabalho se concentraram em seis eixos temáticos, e suas propostas são promissoras para o desenvolvimento cultural de Correntina:

Eixo I – Territorialização, Institucionalização, Marcos Legais e Sistema Nacional de Cultura:

  • Criar e implementar o Plano Municipal de Políticas Culturais.
  • Implantar e fazer funcionar o Fundo Municipal de Cultura para garantir a autonomia de gestão e funcionamento.
  • Garantir a presença de equipe técnica na Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.
  • Fomentar o fortalecimento do Conselho de Cultura como instância de participação social.
  • Criar uma lei de proteção ao Patrimônio Material e Imaterial do município.
  • Realizar processo de busca ativa para diagnóstico das ações culturais no município.
  • Rever a composição do Conselho de Cultura para garantir a presença de mais linguagens.
  • Criar o Fórum permanente de cultura.

Eixo II – Democratização do Acesso à Cultura, aos Serviços e Equipamentos Culturais e Participação Social:

  • Destinar recursos do Fundo Municipal de Cultura para a participação de jovens e comunidades artísticas.
  • Fomentar as manifestações culturais da zona rural.
  • Criar uma feira literária para o município.
  • Estabelecer projetos de cultura contínua nas comunidades rurais e na sede.
  • Divulgar os serviços culturais oferecidos pelo município.
  • Criar uma lei para reutilização de espaços abandonados para fins culturais.

Eixo III – Identidade, Patrimônio e Memória:

  • Promover intercâmbio cultural entre campo e cidade.
  • Realizar festivais culturais como espaços de socialização e descoberta de talentos.
  • Mapear e valorizar os mestres e mestras de saberes culturais.
  • Preservar as manifestações culturais identitárias de Correntina.
  • Criar um calendário municipal que valorize ações voltadas às culturas identitárias.

Eixo IV – Diversidade Cultural e Transversalidades de Gênero, Raça e Acessibilidade na Política Cultural:

  • Promover formação continuada sobre identidade negra.
  • Apoiar artistas itinerantes que circulam na cidade.

Eixo V – Economia Criativa, Trabalho, Renda e Sustentabilidade:

  • Criar e financiar a feira de artesanato do município.
  • Estabelecer um festival permanente de arte e cultura.
  • Criar uma escola de formação e capacitação profissional para diversas linguagens artísticas.

Eixo VI – Direito às Linguagens, Meios Artísticos e Digitais:

  • Promover formação continuada em diversas linguagens. Criar plataformas de comunicação para produções culturais do município.

A IV Conferência de Cultura de Correntina/BA semeou ideias e planos audaciosos para o futuro da cultura local. Agora, cabe às autoridades e à comunidade local trabalhar juntas para transformar essas propostas em realidade e enriquecer ainda mais o cenário cultural desta bela cidade baiana.

Ascom – Prefeitura de Correntina-BA
ascom@corentina.ba.gov.br